Ortopedia | Cirurgia da Mão | Medicina Esportiva | Artroscopia

Dr. Eduardo Pereira e Dr. Luciano Pereira

Durante a prática esportiva o atleta acaba convivendo com a dor, seja ela motivada pelo excesso de treino, técnica inadequada ou por traumatismos diversos.
Existem várias formas de tratamento para alivio da dor e retorno funcional ao esporte. A terapia empregando o calor é utilizada há muitos anos, associada com o conforto e relaxamento que proporciona.
É importante avaliar a causa da dor do atleta para empregarmos o melhor tratamento.
Casos de traumas agudos, onde existe inchaço, o melhor é utilizar gelo nas primeiras 72 horas, para diminuir o calibre dos vasos e evitar a formação de um hematoma maior. Após este período, o calor é uma opção terapêutica.
No caso da dor nas costas do atleta, algo muito comum, que apresenta inúmeras causas (excesso de sobrecarga na região, desequilíbrio muscular, erro na pisada, falta de alongamento, estresse ou por deficiência postural); a dor estimula, como defesa, a contratura reflexa da musculatura da região, que, após algum tempo contraída entra em fadiga e amplia a localização da dor.

Como o calor pode ajudar?

O calor relaxa a contratura das fibras musculares, diminuindo o espasmo local e contribuindo para melhora da dor através de vários mecanismos:

Existem várias formas de proporcionar este calor terapêutico:

É interessante, combinarmos o uso do calor com outras técnicas, necessárias de acordo com cada caso, (fisioterapia, uso de palmilhas, correção postural, medicamentos, uso de colete…) para evitar que o problema retorne.