Ortopedia | Cirurgia da Mão | Medicina Esportiva | Artroscopia

Dr. Eduardo Pereira e Dr. Luciano Pereira

Joanete

Posted janeiro 3rd, 2012 by Dr. Eduardo Pereira with No Comments

Aquela famosa deformidade do dedão do pé!

No meio medico é conhecido por hálux valgo (hálux=dedão, valgo=para dentro)

Trata-se de um problema comum, principalmente em mulheres, e relaciona-se muito com 2 fatores:

  • herança genetica: dê uma olhada nos pés da sua tia,  avó, ou mãe…
  • tipo de calçado: sapatos de bico fino e uso de salto alto contribuem bastante para o aparecimento da joanete.
  • Tipo de pé : pé plano   

O problema costuma estar associado com a tendência do osso da base do dedão, que normalmente é paralelo ao dedo vizinho começar a abrir,  alargando o tamanho do pé.

A parte do osso que fica descoberta começa a crescer formando a saliência na parte medial do pé, que caracteriza o joanete.

Quando alguém com joanete coloca um sapato apertado, pequenos nervos ficam comprimidos entre o sapato e a ponta de osso, causando dor , inchaço e muitas vezes vermelhidão.

O resto do dedão começa a entortar para o lado do dedo vizinho, muitas vezes, encavalando com o segundo dedo. O sapato de bico fino vai empurrando o dedão cada vez mais para dentro, afrouxando as estruturas que estabilizam o dedão.

Isto acaba por desestruturar todo o pé!

O pé é a nossa plataforma de apoio, e o dedão tem um papel importantíssimo, grande parte do peso caí sobre o chamado nosso primeiro raio. É o dedão que nos impulsiona para frente. Com a deformidade da joanete o peso deixa de cair sobre o dedão e acaba sobrecarregando o segundo dedo.

Consequentemente, notamos o aparecimento de uma calosidade sob a base do segundo dedo (a pele da sola do pé tentando se proteger da sobrecarga no osso) e a presença de outra dor bastante comum no joanete – chamada de metatarsalgia. 

A evolução da joanete é muito variável.

Existem várias tentativas de tratamento conservador:

  • aparelhos criados para tracionar o dedão para fora
  • protetores para a dor medial e da sola do pé.
  • Palmilhas
  • Fisioterapia

Porém, nenhum destes métodos apresenta comprovação científica de correção para joanete.

O único modo de curar a joanete é  cirúrgico.

De acordo com o exame físico do pé e da análise da radiografia, o medico poderá optar pelo tipo de cirurgia.

Existem vários mitos em relação á cirurgia para corrigir a joanete:.

” A cirurgia dói muito”: hoje em dia, novos medicamentos e com técnicas de fixação mais modernas, a dor é bem controlada.

– “Uma conhecida operou e depois a joanete voltou “: se apenas for removida a saliência óssea sem corrigir o alinhamento do osso, não sera resolvido o problema.

– “Tem que ficar um tempão de gesso” : no momento de corrigir o desvio ósseo é realizado uma “pequena fratura “no osso. Antigamente, colocávamos o gesso para aguardar a consolidação desta fratura, hoje utilizamos um parafuso que mantem a fratura fixada de forma rígida , evitando o uso do gesso.

Cuide dos seus pés!
Eles são a sua base de sustentação.

Leave a comment